terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Provisória?

A Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira, criada em 13 de julho de 1993 em substituição ao Imposto Provisório sobre Movimentação Financeira (IPMF), exerce uma alíquota hoje de 0.38%, sendo destinada a custeio “para saúde publica, previdência social e fundo de combate à erradicação da pobreza”, está em seu processo de aprovação novamente, isso se o governo não decidir adiar sua votação mais uma vez, sofrendo forte pressão e faltando 49 votos, ele mantém a esperança, dizendo que “os senadores são responsáveis, tem preocupações com o Brasil e sabem bem qual é a finalidade e para que serve a CPMF”, é bom lembra aos políticos que participarão da decisão, que devem pensar nas eleições de 2008 e 2011, e que o povo brasileiro pode se esquecer, mas seus concorrentes com certeza se lembraram disso nas propagandas partidárias.
Um imposto que está embutido em tudo, no pão, leite e na sua movimentação bancaria, realmente é muito importante, desde que não houvesse tantos outros, como o ICMS, o Imposto de Renda, IPTU, IPVA, Seguro Obrigatório, IOF, Cofins, CSLL, IPI e alguns mais que variam de cidade ou estado, sendo a maioria inclusa no preço de produtos comercializáveis, mas nosso presidente não pensa assim ao afirmar: “O que são 100 milhões para o Brasil? Nada. Para o Paraguai é uma importância extraordinária”, realmente, nada, em um país que a Educação ficou em 54° colocação entre 57 países pesquisados, a saúde publica com filas de espera e corredores com pacientes, a segurança ou a falta dela que é comparada a países em guerra, a pobreza, a fome, o saneamento básico, problemas habitacionais e a corrupção.
Mas uma vez se mostra extremamente necessária um reforma tributária, um imposto único e se os fins justificam os meios, é bom o governo convencer, onde serão usados esses meios, não só com palavras e promessa políticas, mas com programas para cortes de custos e projetos que não sejam mirabolantes para melhorias evidentes, e não essas que dizem ser em longo prazo.

4 comentários:

Fernando 06. disse...

Nahh , num acredito nisso .. fikei mo assustado cum essa noticia !!!

depois disso vo pensa duas vezes antes de ... sobre o q eh a noticia??

dexa pra lahh ... bejus , t amuu !!!

Thiago disse...

oiiiiiiiiiii
fiquei devendo mais to aki...
mto bom os textos viu..continua assim.....


bom sobre o texto...
"eh por isso q num tenho conta.e quardo meu dinheiro na cueca hahahha


bjaooo moça

-=Tiago Fidelis Moralles=- disse...

Olá Nah.
Assunto interessante esse sobre a CPMF, o mais engraçado é que o Governo comemora a presença de Tião Viana (ex-presidente interino do Senado) na votação prevista para hoje a tarde, já que Tião passou a presidência do Senado a Garibaldi Alves, toda essa comemoração por causa de mais um voto.
Po outro lado, Lula disposto a assinar uma carta-compromisso colocou mais pressão sobre Virgílio(PSDB) que é contra a CPMF, pois Serra e Aécio (presidenciáveis do próprio partido de Virgílio) são a favor.
Essa briga deve estar pegando fogo a essa altura, já que a votação estava marcada para às 16h de hoje.
Fugindo um pouco do assunto, porém, dentro de seu texto ainda, a respeito da saúde como foi comentado, você já assistiu ao novo documentário do Michael Moore - SICKO, muito bom, faz uma ótima crítica ao sistema de saúde americano e dá bons exemplos sobre outros sistemas. Se não assistiu, aí vai uma boa dica.
Beijo.

LU disse...

=)